quinta-feira, 29 de abril de 2010

Sobre a noite...

É de fúria e de sensualidade
feita a noite longa
de minutos sufocantes da noite
dou-me corpo todo dita fúria
centímetros da pele em luta
contra os minutos velozes
repito palavras grito sem voz
tento conter com os dedos
a violenta vontade
desequilibro ansiosa não vejo mais
e sem ver atiro-intensa!
Morro por uma noite
Acordo viva embriagada

Nenhum comentário:

Postar um comentário